Vereadora Júlia Arruda

Blog

Arquivo

Júlia apresenta projeto para vítimas de violência

Autora do projeto que pretende criar a Patrulha Maria da Penha em Natal, a vereadora Júlia Arruda apresenta mais uma proposta para romper com o ciclo da violência contra as mulheres e seus filhos. A parlamentar protocolou, na manhã desta quarta-feira (29), Projeto de Lei que dispõe sobre a garantia de vagas em creches e escolas municipais para filhos de vítimas de violência doméstica e familiar.

A matéria compreende a transferência motivada por mudança de endereço da mãe, visando a preservar sua segurança, bem como do seu filho. Para tanto, ao pleitear a vaga na rede municipal de ensino, a mulher deve apresentar boletim de ocorrência, medida protetiva de urgência, certidão ou qualquer outro documento comprobatório da violência, seja ela de natureza física, moral, patrimonial ou sexual.

“O que queremos é evitar que a mulher que sai do seu lar em busca de acolhimento em casas de abrigo ou na residência de terceiros, e leva consigo os filhos, seja novamente violentada ao não conseguir vagas em creches e escolas. Sabemos que essa é uma realidade para muitas mulheres que, muitas vezes, são obrigadas a continuar vivendo próximo ao agressor para garantir que seus filhos continuem frequentando as aulas”, destaca a vereadora autora da proposta.

O Projeto de Lei foi protocolado na Câmara Municipal de Natal e agora deve seguir os trâmites processuais do Legislativo, passando pelas Comissões Técnicas, até chegar a Plenário para votação.

Médico esportivo recebe homenagem na CMN

O médico esportivo mais antigo em atividade no Brasil recebeu, nesta segunda-feira (27), o Título de Cidadão Natalense. Em novembro deste ano, Dr. Maeterlinck Rêgo completará 45 anos à frente do departamento médico do América e acumula em sua carreira grandes feitos e importantes conquistas. A solenidade foi conduzida pela vereadora Júlia Arruda e contou com a presença de jogadores, membros da comissão técnica, torcedores do time e familiares do homenageado.

“Meu coração alvinegro abre hoje um espaço para homenagear esse ícone americano, capaz de lembrar os placares dos jogos e até mesmo as escalações do América desde os anos 70. Para nós é um momento de gratidão, admiração e respeito, que superam as preferências no futebol”, disse Júlia em tom de descontração. Dr. Maeterlinck foi coordenador Médico da FIFA em Natal, durante a Copa do Mundo de 2014 e secretário Municipal de Esporte por sete anos.

"Sempre tive orgulho de viver em Natal. Já tinha abraçado essa cidade como minha há muitos anos. Fiz medicina por vocação, atuo no esporte por opção e hoje tive mais um exemplo de que minhas escolhas valeram a pena. Estou muito feliz com esse reconhecimento", disse o homenageado, que também já presidiu por duas vezes a Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e é membro fundador da Comissão Nacional de Médicos do Futebol.

Foto: Verônica Macedo/CMN
*Com informações da ASSECAM


Júlia cobra execução de emenda para o Eco Praça

A vereadora Júlia Arruda se reuniu, na manhã dessa segunda-feira (6), com o secretário Municipal de Cultura, Dácio Galvão, para cobrar a execução de emenda parlamentar de sua autoria que destina R$ 100 mil ao Projeto Eco Praça, iniciativa popular que atua na ressignificação dos espaços públicos, promovendo cultura, cidadania e consciência ambiental.

“O Eco Praça é um projeto ousado e inovador, que, de maneira colaborativa, tem por trás o empenho e a dedicação de um grupo de pessoas abnegadas, grandes incentivadoras da cultura e que, apesar de todas as dificuldades, têm sido pioneiras nessa maneira de repensar a ocupação dos espaços públicos aqui em Natal”, destacou Júlia.

O secretário da Funcarte alegou dificuldade para execução orçamentária, mas se comprometeu a procurar a Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla) para viabilizar a questão financeira, tendo em vista que o orçamento já está garantido dentro do Programa de Valorização à Cultura, através da emenda da vereadora Júlia Arruda.

Já o coordenador do Eco Praça, Geraldo Gondim, explicou as dificuldades enfrentadas por quem está nos bastidores e pelos artistas, que trabalham por um projeto de qualidade sem receber nenhum tipo de cachê ou auxilio financeiro. Na ocasião, falou também sobre a falta de apoio estrutural e incentivos por parte do poder público. 

Com pouco mais de dois anos de existência, o Projeto Eco Praça já alcançou cerca de 80 mil pessoas em 22 edições, que contaram com a participação de 400 artesões e expositores comprometidos com a causa, que tem promovido a democratização dos espaços públicos em Natal e provocado o debate e a criticidade entre os natalenses.


Categorias

Arquivo