Vereadora Júlia Arruda

Blog

Arquivo

Novembro Dourado é lançado na Câmara

No Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. São 10 mil novos casos todos os anos, em torno de 150 no Rio Grande do Norte. Atentas a esses dados e conscientes da importância do diagnóstico precoce, entidades que oferecem apoio ao tratamento do câncer infantojuvenil criaram o Novembro Dourado. A campanha foi lançada em Natal, nesta quinta-feira (30), durante audiência da Frente Parlamentar Municipal em Defesa dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes.

Sob coordenação da vereadora Júlia Arruda, que presidente a Frente, estiveram presentes, além das instituições que compõem o fórum permanente, representantes da Casa Durval Paiva, Hospital Infantil Varela Santiago, Grupo de Apoio à Criança com Câncer e Liga Contra o Câncer, que conduzem a campanha no Rio Grande do Norte com a parceria da Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC).

“É uma honra receber em nosso plenário representantes de instituições tão sérias e comprometidas com a causa do câncer infantojuvenil. Sabemos que não é fácil lidar com uma doença ainda tão cercada de preconceitos e desconhecimento, sobretudo em um público tão delicado”, disse a vereadora Júlia Arruda na abertura dos trabalhos. A parlamentar ressaltou dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), que dão conta de um alcance de 70% de cura para casos diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.

Rilder Campos, fundador e diretor-presidente da Casa Durval Paiva, apresentou o trabalho desenvolvido na instituição e falou sobre os desafios do terceiro setor no apoio à Criança com Câncer. Segundo ele, o diagnóstico tardio continua sendo a maior dificuldade. “Infelizmente, muitas crianças já chegam até nós com a doença em estágio avançado. É preciso haver uma sensibilização de toda a sociedade e essa é a razão de existir do Novembro Dourado. Precisamos entender que tratar é mais caro, mais doloroso e desgastante do que promover a conscientização”, disse.

Além da desinformação, uma grande dificuldade para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil é que seus sintomas podem ser confundidos com outras doenças. Por isso, é importante atentar para a repetição desses sinais e procurar sempre um médico em casos de:

• Desequilíbrio ao andar;
• Febre frequente;
• Dores longas na barriga;
• Muito suor;
• Pressão alta;
• Perda de peso;
• Nervosismo e irritabilidade.


Júlia Arruda homenageia cerimonialistas

Em alusão ao Dia do Cerimonialista, comemorado nesta quarta-feira (29), a vereadora Júlia Arruda promoveu Sessão Solene na noite de ontem (28), no auditório da FIERN. Em parceria com representação do Comitê Nacional do Cerimonial Público (CNCP), através da sua coordenação Nordeste e no RN, o evento reuniu profissionais e representantes da categoria nas mais diversas instituições públicas e privadas.

“Hoje é o dia dos holofotes se voltarem para os bastidores. Vamos prestar uma justa homenagem àqueles que trabalham arduamente para que outros fiquem em evidência. E eu fico muito feliz por proporcionar este momento”, disse a parlamentar na abertura da Sessão. O Dia do Cerimonialista é comemorado oficialmente neste dia 29 de outubro, data instituída através de Projeto de Lei da vereadora Júlia Arruda.

O evento, que também comemorou os 2 anos do CNCP, homenageou os “Amigos do Cerimonial” Toinho Silveira, a blogueira Kalina Veloso, Cláudio Paiva, da Nobres Cerimonial, e Júlio César Frederico, do Cerimoniais.Com. Na ocasião, também foram lembrados profissionais e parceiros do segmento. “Nossa proposta vai além de uma mera homenagem, buscamos aqui o reconhecimento desse profissional que, com sua generosidade e presteza, é fundamental para o sucesso das solenidades e eventos”, destacou a propositora da Sessão.

Caminhada de apoio a #HEA15 no Passo da Pátria

Visita à CIENTEC 2014

Caminhada das Mulheres

#CaravanaDaMudança na zona Norte

Caminhada de apoio a #HEA15 em Nova Descoberta

Reunião na ADIC

Festas das Crianças do Gramoré e Guarapes

Feijoada Beneficente da APAE

#OndaVerde

Entrega da Comenda Educador Anísio Teixeira

Reunião entre APAE e STTU

Reunião das Lideranças #AmigasdeJúliaArruda

Confira o informativo da vereadora Júlia Arruda

Júlia faz homenagem a professora que cria jogos

Em alusão ao Dia do Professor, comemorado nesse dia 15 de outubro, e em reconhecimento à atuação de professores, gestores, orientadores ou coordenadores que se destacam ou destacaram na área da Educação no município de Natal, a Câmara Municipal de Natal realizou Sessão Solene de proposição da vereadora Eleika Bezerra para entrega da Comenda do Educador Anísio Teixeira, na manhã desta sexta-feira (17).

Na oportunidade, a vereadora Júlia Arruda homenageou a professora Mytercia Bezerra da Silva, atualmente professora de Ciências pela Secretaria Estadual de Educação e Cultura do Rio Grande do Norte (SEEC) e da Secretaria Municipal de Educação de São Gonçalo do Amarante. Mytercia é especialista em Gestão Ambiental, com ênfase em temas como a educação ambiental, educação sexual, educação especial e destaque na produção de jogos didáticos.

“Estar aqui é algo muito gratificante porque eu estou representando uma categoria de colegas, de profissionais, que neste momento estão no exercício da sala de aula, contribuindo para melhorar a educação pública do nosso estado”, disse a professora após receber a medalha e o diploma das mãos das vereadoras Júlia Arruda e Eleika Bezerra.

Já a vereadora Júlia Arruda exaltou a importância de homenagear uma profissional tão dedicada. “Hoje foi um dia muito especial pra mim. Tive a oportunidade de homenagear a professora Mytercia com a Comenda do Educador Anísio Teixeira. Mais do que um exemplo de profissional, Mytercia é um exemplo de educadora, no sentindo mais amplo da palavra. Alguém que se doa completamente e transforma a maneira de ensinar”, disse a parlamentar.


Município de Natal deverá receber mais hidrantes

A Câmara Municipal de Natal aprovou em segunda discussão, na Sessão Ordinária desta quinta-feira (16), Projeto de Lei de autoria da vereadora Júlia Arruda que dispõe sobre a instalação de hidrantes de combate a incêndios no município de Natal. Para tanto, fica o Executivo autorizado a abrir convênio com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte e Parcerias Público-Privadas.

A instalação deverá ser feita em locais de construções e reformas de edificações urbanas, com área construída igual ou superior a 3 mil metros quadrados, bem como em pontos estratégicos: Postos de Combustíveis, Bancos, Hospitais, Escolas, Prefeitura, Câmara Municipal, Assembleia Legislativa, Supermercados e Agências e Lojas de Carros, Bares e Restaurantes, Boates e Casas Noturnas.

A vereadora Júlia Arruda destacou a importância de medidas preventivas como essa. “Sabemos que Natal está em pleno crescimento urbano e populacional e precisamos que o Município esteja preparado para garantir a segurança dos cidadãos. Por isso, nossa ideia é incentivar a instalação de hidrantes como uma importante ferramenta de combate a incêndios, sobretudo em locais de grande fluxo de pessoas”, explicou a autora do Projeto de Lei.

Os hidrantes deverão ser instalados de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas técnicas (ABNT) e a vistoria técnica para sua instalação deverá ficar sob responsabilidade do Corpo de Bombeiros, que também irá determinar o espaçamento entre os equipamentos e fornecer a certificação para sua utilização.

Júlia intermedia reunião entre a APAE e a STTU

vereadora Júlia Arruda intermediou reunião entre a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE/Natal) e a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (STTU), na manhã desta quarta-feira (15), para discutir a garantia do direito à gratuidade no sistema de transporte coletivo municipal para os assistidos pela instituição e seus acompanhantes. No encontro, estiveram presentes mães que se sentem prejudicadas pela atual sistemática de concessão e controle do benefício.

Ana Lúcia Silva, que tem filha e neto com deficiência, disse que a quantidade de passagens disponibilizadas não estaria suprindo sua necessidade de deslocamento até a APAE, uma vez que precisa utilizar mais de uma linha de ônibus para chegar até a instituição. “Eu acompanho duas pessoas e preciso pegar pelo menos dois ônibus para chegar até lá. Procurei o SETURN, mas eles disseram que não podiam fazer nada e até mandaram eu descer num canto e ir andando”, disse indignada.

Já Maria Josefa conta que tem um filho com deficiência e que, por ter conseguido um emprego por meio de um programa de inclusão, teve seu direito à gratuidade suspenso. “Agora, meu filho tem que pagar do próprio bolso o transporte para freqüentar a APAE. Eu não entendo porque o benefício foi suspenso se ele continua em tratamento e depende dessa assistência para desempenhar suas atividades diárias, inclusive o trabalho”, destacou.

O secretário adjunto de mobilidade de Natal, Clodoaldo Trindade, reconheceu a dificuldade em se gerenciar o benefício, uma vez que muitos usuários o utilizam de maneira irregular. “Já encontramos casos de pessoas que alugavam o cartão e outras que até comercializavam as passagens livremente em pontos de ônibus em Natal”, revelou o secretário, completando que da parte da STTU não há entraves quanto à gratuidade. Clodoaldo informou, inclusive, que a secretaria acaba de adquirir 10 novos carros para o Programa de Acessibilidade Especial (PRAE) porta a porta.

Ouvindo os dois lados e atenta às necessidades das pessoas com deficiência, a vereadora Júlia Arruda defendeu a revisão e atualização da legislação vigente na área, com a inclusão dos mecanismos de controle e fiscalização da gratuidade pelos assegurados e seus acompanhantes. “Ao longo dos últimos anos, vimos outras leis da pessoa com deficiência avançarem em diversos aspectos. E essa parece que parou no tempo. O que era para ser uma lei inclusiva acaba se tornando, muitas vezes, excludente”, disse a parlamentar.

Presidente da Frente Parlamentar Municipal em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Júlia propôs a realização de uma audiência pública para debater os termos da Lei n° 185/2001, que estabelece o direito à dispensa do pagamento de tarifa no sistema de transporte coletivo para pessoas com deficiência e doenças crônicas. A ideia foi prontamente aceita pelos representantes da APAE e da STTU e pelas mães presentes na reunião, e agora aguarda definição de uma data na agenda da Câmara Municipal de Natal.

Júlia Arruda se pronuncia sobre a Saúde em Natal

Em suas visitas diárias às comunidades, a vereadora Júlia Arruda tem presenciado as dificuldades encontradas por quem recorre à rede básica de saúde do município de Natal. Sobre assunto, se pronunciou em Plenário na Sessão Ordinária desta terça-feira (14), destacando a situação do Pronto Socorro Infantil Sandra Celeste e de outras unidades de saúde da rede básica do município de Natal.

Sobre o Pronto Socorro Infantil, a parlamentar demonstrou preocupação à respeito da saída dos pediatrias e da localização da unidade, que fica no prolongamento da Avenida Jaguarari, uma região pouco servida de transporte coletivo. Por isso, muitas vezes as mães têm que andar até a Avenida Bernardo Vieira, muitas vezes com seus filhos nos braços.

Na oportunidade, Júlia destacou também a dificuldade encontrada por moradores que ficam em áreas descobertas, como é o caso do Dix-Sept Rosado e Jardim Progresso. Recentemente, a vereadora esteve nas comunidades, ouviu as queixas da população e se comprometeu a intermediar o contato com o Executivo.

Já no Santa Catarina, a preocupação é o possível fechamento da Unidade Básica de Saúde, que está sob ação de despejo. Sobre o assunto, Júlia entrou em contato com o secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e agora cobra um retorno com a possível solução para o caso.

Por fim, a parlamentar levou ao Plenário a dificuldade dos moradores que ficam nas intermediações da Rua Guanabara, em Mãe Luiza. Devido às chuvas de junho, o posto de saúde foi interditado e até agora não foi relocado para outro lugar, deixando o bairro com apenas uma opção, que não supre a demanda da comunidade.

“Enquanto Poder Legislativo, temos limites no nosso mandato. Mas quando somos provocados, vamos sempre cumprir o nosso papel constitucional e dar retorno à população”, destacou Júlia Arruda em suas considerações finais.


Reunião da Comissão de Educação

Categorias

Arquivo