Vereadora Júlia Arruda

Blog

Cultura

Júlia destina mais de R$ 5 milhões na LOA 2018

A Câmara Municipal de Natal está votando, nesta semana, Lei Orçamentária Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2018. Com um montante previsto de R$ 2,7 bilhões, a LOA estima a receita e fixa a despesa da Prefeitura de Natal para investimento e custeio dos serviços públicos. Em suas emendas, que somam mais de R$ 5 milhões, a vereadora Júlia Arruda priorizou a área social, especialmente para a defesa dos direitos das mulheres, das crianças e adolescentes e das pessoas com deficiência, além da educação, saúde, cultura, mobilidade e infraestrutura.

“Esse é um dos momentos mais importantes da nossa atuação parlamentar. É através da LOA que podemos garantir orçamento para realização das atividades nas bandeiras de luta que defendemos diariamente em nosso mandato. E esse ano não poderia ser diferente. Nos reunimos com nosso corpo técnico e estudamos minuciosamente cada meta prevista na Lei Orçamentária, elencando prioridades e destinando recursos que consideramos fundamentais”, destacou Júlia, que apresentou 21 emendas à LOA 2018, sendo todas elas acatadas consensualmente pelos vereadores.

Na defesa dos direitos das mulheres, Júlia destinou R$ R$ 74 mil à Guarda Municipal, para funcionamento da Patrulha Maria da Penha, e R$ 500 mil para o atendimento de mulheres em situação de violência através da ampliação da Casa Abrigo e implantação da Casa de Passagem. “Também garantimos a capacitação de agentes da Defesa Civil para implementação da Patrulha, esse sonho antigo pelo qual temos lutado incansavelmente, em todas as instâncias”, comentou a vereadora Júlia, autora da Lei Promulgada nº 461/2017, que instituiu a Patrulha Maria da Penha em Natal.

Na área da criança e do adolescente, Júlia reservou R$ 20 mil para fortalecimento dos Conselhos Tutelares e, e para as pessoas com deficiência, destinou R$ 100 mil para realização do Jogos Paradesportivos do Natal. “Em 2017 realizamos a primeira edição dos Jogos e foi um sucesso! Agora queremos que esse evento entre definitivamente para o calendário esportivo da nossa cidade”, explicou a parlamentar, que também garantiu através de emenda à LOA a implantação de Rede de Atendimento à Pessoa com Deficiência em Natal.

Júlia destinou ainda recursos para áreas essenciais, como Saúde, Educação, Cultura e Infraestrutura, com destaques para a construção de um novo prédio da Escola Municipal Profª Zeneide Igino de Moura, de uma Unidade Básica de Saúde no Leningrado, das Praças do Judiciário, em Potilândia, e do Conjunto Vila Verde, e da Alameda Solange Nunes, em Cidade Nova. “São muitas demandas e procuramos contemplar o máximo possível de obras, sabendo que esse é só o primeiro passo. Agora é lutar para que essas obras sejam executadas”, disse.

Confira as emendas da vereadora Júlia Arruda à LOA 2018:

MULHER
Destina R$ 74 mil à Guarda Municipal para funcionamento da Patrulha Maria da Penha em Natal.
Garante a capacitação de agentes da Defesa Civil para implementação da Patrulha Maria da Penha.
Assegura R$ 500 mil para o atendimento de mulheres em situação de violência através da ampliação da Casa Abrigo e implantação da Casa de Passagem.

CRIANÇA E ADOLESCENTE
Reserva R$ 20 mil para fortalecimento dos Conselhos Tutelares da Criança e do Adolescente em Natal.

MOBILIDADE
Destina R$ 100 mil para construção do Pontilhão sobre a Linha Férrea de Cidade Nova.

CAMPANHAS EDUCATIVAS
Assegura que na divulgação das ações da Prefeitura de Natal conste a seguintes campanhas educativas:
Semana do Bebê;
Setembro Dourado;
Outubro Rosa;
Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes;
Enfrentamento à violência contra a mulher;
Promoção turística do destino Natal;
Semana de Incentivo ao Aleitamento Materno;
Setembro Cidadão.

SAÚDE
Garante a construção de uma Unidade Básica de Saúde no Leningrado.
Assegura a conclusão da obra em andamento da UBS do Jardim Progresso.

PESSOA COM DEFICIÊNCIA
Garante a implantação de Rede de Atendimento à Pessoa com Deficiência.
Reserva R$ 100 mil para realização do Jogos Paradesportivos do Natal.

EDUCAÇÃO
Destina R$ 3 milhões para construção de um novo prédio para a Escola Municipal Profª Zeneide Igino de Moura, em Cidade Nova.

QUALIDADE DE VIDA
Assegura R$ 800 mil para construção da Praça do Judiciário, em Potilândia; Praça no Conjunto Vila Verde; e Alameda Solange Nunes, em Cidade Nova.
Destina R$ 50 mil para instalação de Academia ao Ar Livre na Praça da Igreja de São Simão, Pajuçara, e na Praça do Conjunto Vila Verde.

INFRAESTRUTURA
Assegura R$ 1 milhão para execução das obras de:
Drenagem da Vila Dantas, no Alecrim;
Pavimentação do entorno da Lagoa de Captação de Potilândia;
Pavimentação das Travessas Piripiri, Crisópolis e Jardim Alvorada, no Conjunto Eldorado;
Infraestrutura da Rua Mossoró;
Pavimentação do Parque das Colinas e San Vale.

CULTURA
Destina R$ 100 mil para a documentação do patrimônio histórico e cultural realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico do RN (IHGRN).
Assegura R$ 50 mil para realização de apresentação cultural e artística mediante ações do Projeto Eco Praça.
Inclui nas metas da Cultura a realização do espetáculo Um Presente de Natal.

Prefeitura deve incentivar Cordel nas escolas

Às vésperas do São João, a Câmara Municipal de Natal promulgou e foi publicada, na edição de hoje (22) do Diário Oficial do Município, a lei de autoria da vereadora Júlia Arruda que dispõe sobre a implantação de Política de Incentivo ao Cordel nas bibliotecas das escolas da Rede Pública Municipal. A proposta pretende valorizar esse gênero literário que é uma das mais importantes expressões da cultura popular nordestina.

“Nosso objetivo é, além de valorizar o cordel, incentivar sua produção e fomentar o surgimento de jovens poetas cordelistas que possam dar continuidade a essa tradição tão nossa, símbolo do nosso povo, além de fazer da poesia um recurso pedagógico para o debate de temas pertinentes à comunidade escolar”, destacou a vereadora Júlia, que tem na preservação da cultura e história uma das bandeiras de luta do seu mandato.

A política prevê ainda a realização de concursos e a formação continuada de professores para subsidiar as ações pedagógicas destinadas a essa temática, bem como parcerias com poetas cordelistas, inserindo-os nas atividades escolares.


Projeto de Incentivo ao Cordel é aprovado na CMN

A Câmara Municipal de Natal (CMN) aprovou, nessa quarta-feira (4), Projeto de Lei de autoria da vereadora Júlia Arruda que pretende criar a Política de Incentivo ao Cordel nas bibliotecas das escolas da rede pública municipal de ensino. A proposta pretende valorizar o cordel, uma das mais importantes expressões da cultura popular nordestina, inserindo-o na programação escolar como objeto de estudo.

“Dessa forma, pretendemos, além de valorizar o cordel, incentivar sua produção e fomentar o surgimento de jovens poetas cordelistas que possam dar continuidade a essa importante tradição, além de fazer da poesia um recurso pedagógico para o debate de temas pertinentes à comunidade escolar”, destacou a vereadora Júlia Arruda, autora da proposta, que segue agora para apreciação do Executivo.

O projeto segue agora para sanção do prefeito Carlos Eduardo. Aprovado, sua aplicação ficará a cargo da Secretaria Municipal de Educação (SME).


Comenda do Mérito Folclorista Professor Deífilo Gurgel

http://www.flickr.com/photos/juliaarruda/sets/72157646840687532/ 

Júlia entrega a Khrystal Comenda Deífilo Gurgel

A vereadora Júlia Arruda homenageou Khrystal, em Sessão Solene realizada na Câmara Municipal do Natal na manhã desta sexta-feira (22), em comemoração ao Dia Nacional do Folclore. A cantora recebeu das mãos da parlamentar a Comenda do Mérito Folclorista Professor Deífilo Gurgel, por sua importante contribuição no resgate e preservação da cultura popular.

A iniciativa foi fruto de proposição do vereador Ubaldo Fernandes, visando homenagear artistas, personalidades e instituições que contribuem para o incremento e incentivo da cultura popular natalense. E quando se fala de cultura popular, impossível não lembrar de Khrystal, que traz em seu trabalho toda a influência do coco de roda, do samba e do baião, num mergulho profundo e produtivo nas nossas raízes.

“É uma grande satisfação poder prestar essa homenagem a uma artista de tamanho talento. Khrystal se tornou um símbolo de que é possível fazer sucesso com a cultura popular e levou essa bandeira para todo o país, representando o nosso estado e difundindo os nossos valores”, destacou a vereadora Júlia Arruda.

Biografia

Khrystal nasceu em Natal, em 28 de Maio de 1981, e aprendeu em casa a gostar de música. Aos 17 anos, já cantava em bares da cidade. Em 2004, começou uma pesquisa que resultou no show "O Coco do Brasil" e ganhou seu primeiro prêmio como melhor intérprete (Prêmio Hangar de Música ). Desse show foram extraídas as seis faixas da sua primeira demo "Meia Dúzia ou Seis"(de 2005).

Em 2007, Khrystal lançou seu primeiro CD de carreira, chamado “Coisa de Preto”e, no ano seguinte, fez uma mini-temporada de quatro shows na Europa. Em 2010, estreou o show/experimento “O Trem”, com foco em canções autorais, e seguiu em turnê até 2011, ano que lhe rendeu mais dois prêmios Hangar de Música como Melhor Intérprete e Artista do Ano. Foi daí que saiu o repertório do segundo disco de sua carreira, “Dois Tempos”, de 2012.

Em 2013, participou do reality musical The Voice Brasil, da TV Globo. Atualmente, vem apresentando os últimos shows do CD “Dois Tempos”.

4º ano do Arraiá 'Vim Pra Ficar'

http://www.flickr.com/photos/juliaarruda/sets/72157645708349205/ 

CMN parabeniza Vatenor por 40 anos de carreira

Paisagens do litoral potiguar são coloridas nas telas de Vatenor de Oliveira Silva há 40 anos. Para marcar o aniversário da carreira do artista plástico, a vereadora Júlia Arruda propôs à Câmara Municipal de Natal voto de congratulação na tarde desta quinta-feira (5).  

As obras de Vatenor têm como temática elementos característicos da geografia de sua infância, vivida nas margens do Rio Potengi e suas lembranças da praia da Redinha e de Genipabu, em especial os cajueiros.

O caju é, desde o início da carreira, o tema central de suas telas, um símbolo que para sempre marcará o artista e o deixará conhecido como o “Pintor dos Cajus”.

 

Troféu Cultura homenageia artistas potiguares

Com o objetivo de estimular a arte por meio do reconhecimento público, o Troféu Cultura chega a sua 11ª edição homenageando diversos nomes de destaque no Rio Grande do Norte. A entrega dos prêmios foi na noite desta quarta-feira (28), no Salão Nobre da Assembleia Legislativa, e a vereadora Júlia Arruda prestigiou.

Na festa organizada pelo comunicador Toinho Silveira, Júlia entregou uma das comendas ao superintendente de mercado da Unimed Natal, Thiago Lajus. Isso porque a medalha foi concedida artistas e a empresas que apoiam a cultura, a exemplo também da Cosern e da TV Ponta Negra. 

O prêmio honrou personalidades que se destacaram em 2013 nas categorias Melhor Banda (Rastafeeling), Melhor Artista Visual (Ana Selma e Flávio Freitas), Melhor Companhia de Dança (Gira Dança), Melhor Fotógrafo  (Canindé Soares), Destaque na Literatura Potiguar (Júnior Dalberto), Melhor Espetáculo de Teatro (A Estrada: ou O Milagre da Fé), Melhor Ator de Teatro (José Neto Barbosa), Melhor Atriz de Teatro (Quitéria Kelly), Melhor Cantor (Isaque Galvão), Melhor Cantora (Camila Masiso) e Melhor Show (Mais do Mesmo, Tributo à Legião Urbana, Uskaravelho).

Além deles, recebem homenagens pessoas e instituições que se destacaram na promoção da Educação, da Cultura e do bem estar social. O troféu, que tem o nome da Professora Noilde Ramalho, um exemplo de dedicação ao ensino, foi entregue este ano aos professores Mizael Barreto (Instituto Legilativo Potiguar), Paulo de Paula (UnP), Zoraide Accioly (Liga do Ensino RN), José Maria B. de Figueiredo (Unifacex), Janguê Diniz (Ser Educacional) e Maria Célia de Andrade (CEI Mirassol). 

A medalha Djalma Maranhão lembrou pessoas que trabalham de alguma forma para o fortalecimento da cultura no Rio Grande do Norte: Amaro Sales (Fiern), deputado estadual Ricardo Motta (presidente da Assembleia Legislativa), Marcelo Queiroz (Fecomercio), Margot Ferreira (jornalista), vereadora Albert Dickson (presidente da Câmara Municipal de Natal) e Nelson Freire (apresentador de TV). 

O Prêmio Cidades foi para Macau, São Gonçalo, Mossoró, Parnamirim, Assu e Nísia Floresta.

FIC movimenta cena cultural de Natal

O Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FIC) publicou em dezembro a lista de projetos selecionados que serão viabilizados com ajuda do orçamento municipal. Agora, com a Lei Orçamentária Anual de 2014 já aprovada pela Câmara Municipal de Natal, este processo terá continuidade e garantirá recursos para produtores e coletivos que atuam nas áreas de fotografia, teatro, artes visuais, música, audiovisual e patrimônio imaterial.

Pensando na efetivação das ações na área cultural, a vereadora Júlia Arruda destinou R$ 165 mil para o gerenciamento do FIC, além dos R$ 100 mil para a construção do corredor cultural Câmara Cascudo e R$ 500 mil para a preservação do acervo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte.

No total serão injetados pelo executivo R$ 400 mil nos projetos aprovados no edital 2013 do FIC, que também tem uma preocupação de garantir a formação e qualificação dos profissionais comtemplados. A partir da próxima semana, o Conselho Municipal de Cultura irá voltar do recesso e assumirá todo o trâmite do processo, inclusive os pagamentos.

Conheça as emendas da LOA destinadas à Cultura:

Emenda 16: autoriza o aumento dos recursos orçamentários do Fundo Municipal de Cultura, permitindo, desta maneira, implementar as atividades culturais no município;

Emenda 19: é autorizativa, abrindo o valor de R$ 100 mil para a Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico incrementar ações do Corredor Cultural Câmara Cascudo;

Emenda 20: autoriza a inserção de R$ 500 mil no orçamento da Fundação Cultural Capitania das Artes, Funcarte, com o propósito de destiná-los ao Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte – IGRN para ações voltadas à documentação do patrimônio histórico e cultural.

Foto: Canindé Soares

LOA: emendas de Júlia são aprovadas

Mais uma vez Júlia Arruda (PSB) se mostrou preocupada com áreas que apresentam fragilidade orçamentária. As emendas de sua autoria que foram encartadas à Lei Orçamentária Anual de 2014 beneficiam diversos setores. A votação foi nesta segunda-feira (30) em uma sessão extraordinária que se prolongou por todo o dia.

Confira resumo das emendas:

Emenda 16: autoriza o aumento dos recursos orçamentários do Fundo Municipal de Cultura, permitindo, desta maneira, implementar as atividades culturais no município;

Emenda 17: autoriza a inserção de R$ 170 mil na Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (Semul) e tem o objetivo de adequar a capacidade de acolhimento seguro e temporário das mulheres e seus filhos em situação de violência;

Emenda 18: autoriza a inserção de R$ 50 mil à Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres com o propósito de permitir às mulheres, vítimas de violência, alcançar a sua independência financeira, por meio de qualificação profissional, empreendedorismo, associativismo, cooperativismo e comércio, de modo que possam superar o drama vivido;

Emenda 19: é autorizativa, abrindo o valor de R$ 100 mil para a Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico incrementar ações do Corredor Cultural Câmara Cascudo;

Emenda 20: autoriza a inserção de R$ 500 mil no orçamento da Fundação Cultural Capitania das Artes, Funcarte, com o propósito de destiná-los ao Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte – IGRN para ações voltadas à documentação do patrimônio histórico e cultural.

PPA: emendas destinam R$ 913 mil a quadrilhas juninas

Os quadrilheiros de Natal têm muito a comemorar. Duas emendas ao Plano Plurianual 2014-2017 somam um investimento de R$ 913 mil, que serão destinados aos grupos juninos durante os próximos quatro anos.

A vereadora Júlia Arruda (PSB) é responsável pelo remanejamento de R$ 333 mil, complementando a emenda de Eudiane Macêdo (Solidariedade), no valor de R$ 580 mil.

“Esses grupos a cada ano andam com o pires na mão para viabilizar suas apresentações, sempre enfrentam dificuldades. Por isso somei o auxílio à emenda de Eudiane”, disse a vereadora Júlia, que é integrante da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, referindo-se aos recursos destinados às quadrilhas.

De acordo com a Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), em 2013, todo o projeto junino – da decoração aos arraiás de rua – contou com R$ 300 mil, sendo R$ 80 mil destinados às 41 quadrilhas da cidade.

Vereadora apresenta emendas ao PPA e todas são acatadas

Teve início, nesta terça-feira (17), na Câmara Municipal de Natal a votação do Plano Plurianual, documento onde são definidos os investimentos que serão implementados pela Prefeitura do Natal durante os próximos quatro anos. Na sessão, que ocorreu de forma extraordinária e teve início às 9h, a vereadora Júlia Arruda (PSB) apresentou oito emendas com sugestões para complementar o planejamento financeiro realizado pelo Executivo. Todas as emendas foram aprovadas de forma consensual.

“Produzimos sugestões que foram providencialmente acatadas pelos demais colegas. No total são oito emendas modificativas, dentre as quais quatro são modificações de textos existentes e as outras são proposições nas áreas que já atuo como Educação, Cultura, Turismo e Direitos das Crianças e Adolescentes. Dentre elas destaco a dotação financeira ao Fundo para a Infância e Adolescência (FIA), de R$ 400 mil, que desempenha ações que complementam as políticas públicas para as crianças e adolescente, além do incremento de R$ 800 mil para a preservação do acervo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte”, afirmou a parlamentar durante a votação.

Outra importante emenda da vereadora foi a de N.° 83, que tem como objeto a realização de circuitos turísticos no corredor cultural de Natal em homenagem ao historiador e folclorista Câmara Cascudo. O intuito é mostrar à população e aos turistas as autênticas manifestações folclóricas do Estado. A sugestão é de que sejam feitos doze eventos, sendo três a cada ano e descritos no calendário turístico da cidade. Para tanto, será disposto R$ 1,8 milhão.

Júlia Arruda propõe oito emendas ao PPA

O planejamento financeiro e as áreas em que a Prefeitura deve investir durante os próximos quatro anos são definidas pelo Plano Plurianual, que está sendo discutido pelos vereadores de Natal durante esta semana. A vereadora Júlia Arruda apresentou oito emendas ao PPA 2014 - 2017, todas aprovadas para apreciação em plenário. 

As modificações versam sobre algumas das áreas em que a vereadora mais atua: Educação, direitos da criança e do adolescente e cultura. A primeira delas prevê um incremento de R$ 400 mil ao Fundo para a Infância e Adolescência, luta da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, a qual Júlia preside e realiza reuniões mensais com a participação de entidades ligadas à causa. 

Atendendo a uma solicitação do Instituto Histórico Geográfico do Rio Grande do Norte, Júlia incluiu alterações no objeto e no valor da resolução que prevê a documentação do Patrimônio Histórico e Cultural da cidade. O total de recursos de R$ 3,7 milhões deverá ser de R$ 4,5 milhões.

O Programa Educação Cidadã também será contemplado, passando a atender também jovens e adultos em processo de alfabetização. Além disso, a Frente Parlamentar do Livro e da Leitura, da qual a vereadora faz parte, elaborou emendas coletivas com o intuito de ampliar as bibliotecas públicas nas quatro regiões de Natal. Essas, apesar de não terem sido consensuais, serão levadas ao debate.

Outra de suas emendas modifica a realização de um cortejo no corredor cultural de Natal em homenagem ao historiador e folclorista Câmara Cascudo. A medida tem o objetivo de mostrar aos turistas e população as autênticas manifestações folclóricas e deverá ampliar seu orçamento de R$ 800 mil para R$ 1,8 milhão.

Júlia Arruda participa de Roda de Prosa do Conexão Felipe Camarão

O Ponto de Cultura Conexão Felipe Camarão promoveu a Roda de Prosa com o tema “Conectando Culturas para a Educação e Desenvolvimento Humano” na tarde desta quarta-feira (13), na Escola Municipal Djalma Maranhão. O evento contou com a participação da vereadora Júlia Arruda, que falou sobre a atuação da Comissão de Educação da Câmara.

A situação de Conselhos Tutelares, escolas e CMEIs foi ponto importante de sua fala, quando lembrou que o ambiente escolar deve apresentar aos alunos muito mais que o conteúdo teórico.

“Neste momento estamos preocupados com a antecipação do recesso escolar. Para nós que somos privilegiados, a chegada das férias mais cedo parece um ponto positivo, mas para muitas crianças a merenda escolar às vezes é a única refeição que têm no dia”, lamentou, ao propor que as escolas ofereçam atividades complementares como colônias de férias e oficinas durante o período de recesso, a exemplo das atividades do Conexão, que tem parceria direta com escolas públicas, além do Mais Cultura. O Programa, do Governo Federal, aumenta a oferta educativa nas escolas públicas por meio de atividades optativas como acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica.

Ela ainda lembrou que qualquer investimento no âmbito do município depende do planejamento orçamentário e que recentemente foi ampliado o percentual de recursos destinados à Educação em Natal, passando de 25% para 30%.

A coordenadora geral, Vera Santana, chegou a propor uma audiência pública ou até sessão popular no bairro de Felipe Camarão para ampliar a relação entre comunidade e Legislativo.

Ao participar da sessão ordinária nesta mesma tarde, a vereadora transmitiu aos vereadores o que viu da ação e ressaltou a importância em dar apoio a projetos sérios e comprometidos.

O Roda de Prosa foi parte da parte da programação do Conexão Brasil 2013, que comemora os 10 anos do projeto, e contou ainda com as participações de Juana Nunes, secretária de Políticas Culturais do Ministério da Cultura; Neusa Macedo, assessora de Gabinete da Secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão/MEC; do cantor e compositor Jorge Mautner; Macaé Evaristo, da Secretária de Educação Continuada Alfabetização, Diversidade e Inclusão - SECADI/MEC; Carla Medeiros, da Diretoria de Currículos e Educação Integral/MEC; Luiz Assunção, do Departamento de Antropologia  da UFRN; Gil Marçal, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo; Fátima Aparecida Antônio, diretora do Ensino Fundamental e Médio da Secretaria Municipal de Educação de SP; Arandi Róbson, representante da Secretaria de Educação e Cultura do RN; Judineide Domingos, da Secretaria Municipal de Educação; e o fotógrafo Teotônio Roque, da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura (RN).

Os grupos Orquestrim Conexão Felipe Camarão e Flautistas da E. E. Clara Camarão deram o tom da festa.

 

Júlia Arruda visita Arena das Dunas e cobra preservação da memória do Machadão

Preservar a memória de uma cidade é fundamental para a formação de sua identidade cultural. É por esta razão que a vereadora Júlia Arruda (PSB) cobrou, durante sessão na Câmara Municipal, a construção de um Memorial do Estádio João Cláudio de Vasconcelos Machado, o Machadão, dentro da Arena das Dunas. A obra está prevista em uma Emenda vinculada à cessão do terreno ao Governo do Estado. 

O apelo será levado ao Governo e à construtora OAS durante visita ao canteiro de obras na manhã desta sexta-feira (08), a partir das 9h, quando uma comitiva de vereadores irá ao local.  

A ideia é evidenciar a importância do estádio, inaugurado em 1972 e demolido em 2011 para dar lugar ao moderno projeto da Arena, que vai sediar jogos da Copa 2014.

Além disso, a vereadora Júlia proporá a restauração do “Monumento ao Atleta”, escultura em metal que ficava na área externa do Estádio Machadão. De autoria do artista plástico Manxa, a obra foi removida pela Secretaria Municipal de Esportes, a pedido do Crea (Conselho Regional de Engenharia Arquitetura Agronomia), em 2001 por falta de manutenção, coberta de ferrugem.

Manxa

Natural de São Vicente, Ziltamir Soares, conhecido como Manxa, faleceu aos 63 anos em março de 2012. Ele também é autor de outros importantes monumentos, como os Três Reis Magos na entrada de Natal, os painéis no prédio da Reitoria e na capela do Campus da UFRN e os entalhes na agência centro do Banco do Brasil em Natal, além de Santana na entrada da Ilha em Caicó e os Mártires de Uruaçu e Cunhaú, em São Gonçalo do Amarante. 

O apelido veio da infância, quando se autodenominou “Manxa” por causa de um sinal de nascença na parte de trás da cabeça, onde se destacava uma mecha de cabelos brancos.

O artista manteve ateliê em Natal, tendo morado também no Rio de Janeiro e em Recife por alguns anos. Chegou a dar aulas como professor convidado nos Estados Unidos.

Em Natal, eventos artí­stico-culturais e esportivos terão campanha permanente contra a violência sexual de crianças e adolescentes

A partir de agora, no início de todos os eventos culturais, artísticos e esportivos realizados em Natal deverá ser veiculada uma mensagem de conscientização contra as violências sexuais de crianças e adolescentes.

A determinação veio com a sanção da lei N° 6.403, primeira de 2013 idealizada pela vereadora Júlia Arruda, que é presidente da Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente. Seu objetivo é o de aumentar na população a conscientização da importância do assunto na sociedade. Por esta razão foram escolhidas ocasiões de grande alcance social.

“A lei é básica, mas traduz o que a Frente Parlamentar propõe, que é envolver cada vez mais diversos segmentos da população na luta pela garantia dos direitos dos nossos jovens”, explica a vereadora, alertando ainda que penalidades serão impostas aos organizadores de eventos que não aderirem à campanha, que tem caráter permanente.

O órgão responsável pela divulgação do texto a todos os organizadores e coordenadores dos eventos será o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). E, por se tratar de campanha educativa, qualquer despesa decorrente da ação ficará por conta dos recursos do Fundo para Infância e Adolescência – FIA.

Júlia Arruda cobra reativação da Frente de Esporte, Lazer e Cultura da CMN

A falta de diálogo entre o Legislativo e os profissionais que atuam no setor da cultura foi alvo de críticas por parte da vereadora Júlia Arruda, na manhã desta quinta-feira (13), durante audiência pública realizada na Câmara Municipal de Natal. Preocupada com os efeitos negativos deste distanciamento, a parlamentar cobrou a reativação da Frente Parlamentar de Esporte Lazer e Cultura, inativa desde o início da atual legislatura.

“Como esperamos que as leis criadas por esta Casa sejam benéficas quando elas são elaboradas sem levar em consideração a opinião daqueles que são os maiores interessados?”, questionou Júlia, se referindo ao projeto de reformulação da lei nº 4.864/1997, que determina a obrigatoriedade artistas locais se apresentarem em shows nacionais e internacionais, que apesar de ter sido aprovado em primeira discussão na Câmara, vem recebendo críticas de artistas e produtores.

De acordo com o projeto proposto pelo vereador Luiz Almir para atualizar a lei de 1997, o cachê do artista potiguar que participar destes eventos deverá ser de no mínimo 10% do valor pago ao artista de fora. Além disso, a matéria também determina que a Associação Norteriograndense de Arte, Cultura e Desenvolvimento Sustentável (ANDAR) fique responsável pela indicação de artistas e pela fiscalização do cumprimento da lei. Ambos os pontos são questionados pelos representantes do Sindicato dos Músicos do RN.

De acordo com o vice-presidente do Sindimusi, Paulo Sarkis, embora bem intencionado, o projeto possui metodologia “rasa e mal dimensionada” e não contempla de forma séria a classe artística de Natal. “Entendemos que a medida é equivocada, pois interfere no funcionamento de negócios privados e condiciona a remuneração dos artistas a uma porcentagem aleatória, desconsiderando por completo as tabelas de valores do Sindicato”, afirmou.

Na ocasião, o músico apresentou ainda uma lista de sugestões para aprimorar o projeto, na qual consta a proposta de que apenas os eventos públicos ou financiados por recursos públicos sejam obrigados a abrir espaço para atrações locais em shows de artistas nacionais e internacionais.

Durante seu discurso, o vereador Luiz Almir defendeu o seu projeto, afirmando, inclusive, que acionará o Ministério Público de modo a garantir o cumprimento da medida. Ele disse ainda que aceita sugestões para aprimorar a proposta.

Para a vereadora Júlia Arruda, a discussão foi salutar e serviu para “corrigir a falha de comunicação que ocorreu durante a elaboração do projeto”. “Felizmente o projeto ainda não foi votado em segunda discussão e ainda temos tempo de incrementá-lo para que ele possa, de fato, beneficiar a classe artística de Natal”, disse ela, ao convidar artistas e produtores a participar da próxima reunião da Comissão de Educação Cultura e Desporto, na segunda (17), com o objetivo de colocar em prática os encaminhamentos elaborados durante a audiência.

Ainda em sua fala, Júlia falou sobre a necessidade de se planejar de forma conjunta as ações voltadas ao incentivo da Cultura. “É só através do diálogo constante entre Executivo, Legislativo e sociedade que poderemos promover a democratização das políticas culturais”, comentou. A parlamentar também destacou a importância de se instrumentalizar o Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FIC), que atualmente se encontra inativo.

O diretor do Departamento de Artes Integradas da Funcarte, Flávio Freitas, destacou que a audiência foi um momento importante no qual o órgão pôde fortalecer o conhecimento acerca da atual realidade enfrentada pelos artistas e afirmou que a Fundação está desenvolvendo projetos para fortalecer estes profissionais “Assim como nas outras áreas da administração, as ações para a cultura vão levar em conta o princípio da meritocracia”, disse.

Também estavam presentes na audiência os vereadores Eleika Bezerra, Amanda Gurgel, Hugo Manso, Júnior Grafith, Dagô, Aquino Neto, Ubaldo Fernandes e Aroldo Alves.

Artesãos criam Comissão para debater futuro da classe em Natal


Vereadora Júlia Arruda divulga projeto que beneficiará produção local.

Artesãos e segmentos do poder público criaram uma Comissão para discutir formas de revitalizar o artesanato em Natal. A reunião foi na manhã desta segunda-feira (20) no Mercado de Artesanato Municipal, em Mirassol.

A Comissão será composta por três representantes da classe, pelo vereador Ary Gomes, representando o Poder Legislativo e por um membro do Executivo, que deve ser definido na próxima reunião, segunda-feira (27).

Dentre as reivindicações dos artesãos, estão inclusas a manutenção do Mercado de Artesanato, a criação de uma feira permanente e sua inserção na Copa de 2014, além da valorização da produção local, porque segundo eles, muitos vendem peças produzidas em estados vizinhos.

Na ocasião, a vereadora Júlia Arruda tornou pública a intenção de formular um projeto de lei que visa a valorização do artesanato natalense. A ideia é que um percentual do que é vendido em centros e lojas de artesanato de Natal seja de peças produzidas na própria cidade.

“Esse projeto tem que ser construído com vocês que conhecem a realidade desse trabalho”, disse aos artesãos, ao se colocar à disposição para conversar sobre o tema na próxima reunião do Conselho Municipal de Turismo, no início de junho.

Júlia Arruda participa de reunião para discutir situação das escolas de samba de Natal

Durante o encontro, Júlia destacou a importância de se instrumentalizar o Fundo de Incentivo à Cultura (FIC)

A vereadora Júlia Arruda (PSB) participou, na manhã desta quarta-feira (06), de reunião na Câmara Municipal de Natal para definir a possibilidade de realização dos tradicionais desfiles das escolas de samba no carnaval deste ano. Durante a audiência, que contou com a presença de representantes do Legislativo Municipal, gestores da Funcarte e membros da Associação de Escolas de Samba e Tribos de Índio de Natal (Aestin), ficou definido o cancelamento das apresentações das agremiações no evento por conta da falta de recursos.

Na oportunidade, os carnavalescos membros da Associação de Escolas de Samba e Tribos de Índio de Natal (Aestin) reivindicaram o pagamento da premiação do carnaval 2012 – cerca de R$ 242 mil – que ajudaria a cobrir parte dos gastos com a confecção de adereços e fantasias que não serão utilizados esse ano. Os representantes das escolas cobraram ainda mais organização e planejamento na distribuição de recursos para o carnaval 2014 por parte da Funcarte.

Segundo o presidente da Funcarte, Dácio Galvão, o pagamento ainda não foi liberado porque a Aestin tem pendências identificadas pela Controladoria do Município em relação à prestação de contas do ano passado. No entanto, o presidente se comprometeu a viabilizar o pagamento assim que as pendências da Aestin com o MP estejam regularizados.

Durante a ocasião, Júlia destacou a importância de se instrumentalizar o Fundo de Incentivo à Cultura (FIC), de modo a dar mais estrutura para a classe artística que sofre com a falta de recursos em Natal. "Temos que reativar o FIC, pois ele é uma ferramenta importante para o fomento da cultura da nossa cidade. Com um orçamento justo reservado para as atividades culturais, será mais fácil para a classe artística trabalhar e quem ganha com isso é a cidade e a população em geral", afirmou.

A vereadora aproveitou ainda pra colocar o seu mandato à disposição dos produtores culturais e se prontificou a ajudar no que for necessário para cobrar da Prefeitura medidas eficientes para o desenvolvimento do setor.

Após o carnaval, haverá uma nova reunião entre a Câmara, a Aestin, a Controladoria do Município e a Secretaria de Planejamento e a Funcarte, para tratar do pagamento do prêmio de 2012 e iniciar os debates para o próximo carnaval.

Categorias

Arquivo