Vereadora Júlia Arruda

Blog

Blog

Cortejo encerra 18 de Maio em Natal

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi encerrado com cortejo e panfletagem organizados Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente - CEDECA Casa Renascer, na Praça Cívica de Natal. A ação de conscientização, realizada no fim da tarde dessa segunda-feira (18), teve o objetivo de chamar a atenção da população para a importância de denunciar os casos de violência sexual contra crianças e adolescentes através do Disque 100.

A vereadora Júlia Arruda, que preside a Frente Parlamentar Municipal em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, destacou a importância da data. “Infelizmente, a exploração sexual infanto-juvenil ainda é uma realidade presente em nosso dia a dia, e precisamos enfrentar esse crime, que muitas vezes faz parte de uma rede organizada, de igual para igual. E isso passa pela instrumentalização da rede proteção e pela conscientização da população em denunciar”, disse.

Por que 18 de maio?

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. Nesse sentido, a intenção do 18 de maio é mobilizar toda a sociedade a participar dessa luta, reafirmando a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil.

Como denunciar?

Além de punir os agressores, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. No Brasil o “Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. A central funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita para o número 100; e do exterior pelo número telefônico pago +556132128400 ou pelo e-mail: disquedenuncia@sedh.gov.br.

Categorias

Arquivo