Vereadora Júlia Arruda

Blog

Blog

Frente debate aumento dos casos de microcefalia

A Câmara Municipal de Natal realizou, na última quinta-feira (31), através da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, uma reunião para debater o seguinte tema: Microcefalia - Esclarecimentos e Perspectivas de Vida no Contexto Familiar. A vereadora Júlia Arruda fez a mediação do debate.

Participaram do encontro representantes das secretarias municipal (SMS) e estadual (Sesap) de Saúde, da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e do Conselho Regional de Medicina.

O secretário municipal de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, disse que a Prefeitura trabalha no sentido de oferecer às mães e crianças a estrutura necessária para abordar a microcefalia. "Não temos recursos suficientes, todavia, desenvolvemos ações integradas para compensar essas deficiências", avaliou o titular da SMS.

Segundo ele, nunca na história ocorreu uma circulação triviral simultânea sobre uma mesma população, e que a única forma de enfrentar a questão é através da vigilância, triagem de casas, utilização de repelentes e pesticidas e a eliminação dos locais de procriação do mosquito aedes aegypti, vetor do Zika Vírus, causador da microcefalia.

Áurea de Melo, neuropediatra e professora da UFRN, lembrou que as crianças afetadas pela microcefalia terão que receber cuidados especiais até o final da vida. "Tudo que está sendo feito é imediato, mas temos que pensar no futuro. Por isso, precisamos reforçar todas as iniciativas. Essas pessoas, geralmente, apresentam alterações motoras, cognitivas, entre outras. Mas o sistema nervoso pode recuperar algumas funções", explicou.

"Tivemos uma manhã de muito aprendizado com profissionais que vivem o dia a dia dessa situação. Trata-se de uma geração que vai precisar de escolas inclusivas, apoio psicológico e acessibilidade. O Rio Grande do Norte está entre os cinco estados com maior incidência de microcefalia. Dito isso, poder público e sociedade civil devem se preparar para essa nova realidade", concluiu a vereadora Júlia Arruda, presidente da Frente Parlamentar.

Autor: Júnior Martins/ASSECAM

Categorias

Arquivo