Vereadora Júlia Arruda

Blog

Notícias

Júlia homenageia Eliana Calmon com título de cidadã natalense


Jurista morou por quatro anos no Rio Grande do Norte durante a década de 1970

 A ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon Alves já se considerava natalense há muitos anos, mas as honras do título de cidadania foram recebidas com alegria e gratidão das mãos da vereadora Júlia Arruda nesta sexta-feira (17), quando participou do Seminário Jurídico – 10 Anos de Defensoria Pública no Rio Grande do Norte.

“Já tinha me outorgado esse título desde 72”, disse, ao explicar que foi quando veio a Natal, onde foi professora do curso de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e ingressou no Ministério Público Federal.

Júlia Arruda propôs o título em 2012, por meio do Decreto Legislativo N.: 01064, o qual foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal. Em seu discurso, discorreu sobre a trajetória da ministra e destacou a “rebeldia para o bem” da homenageada.

“Ela integra uma geração de magistrados que têm transformada a Justiça do país, tornando-a mais transparente na medida em que luta contra a corrupção e em favor de sua democratização. Fiscalizou tribunais de boa parte do Brasil, inclusive do Rio Grande do Norte”, lembrou da atuação de Eliana Calmon como corregedora do Conselho Nacional de Justiça.

De acordo com a vereadora, ainda em seu pronunciamento, a jurista “abriu um clarão de esperança na garantia dos direitos de homens e mulheres que compõem o rosto da multidão

nacional sem voz”, fato que foi reafirmado pela fala da própria Eliana Calmon, na ocasião de sua palestra na mesma tarde.

Sobre a instituição da Defensoria Pública, a ministra disse que não se trata de caridade, mas de segurança do Direito de todos. “Eu não digo que Defensoria Pública é a defesa dos pobres. Ela defende a Constituição Federal e é essencial na aplicação da Justiça. Não é caridade. É cidadania”.

Categorias

Arquivo