Vereadora Júlia Arruda

Blog

Notícias

Vereadora Júlia Arruda critica desativação de secretarias municipais

A vereadora Júlia Arruda (PSB) usou o horário reservado à liderança dos partidos na Sessão Ordinária desta terça (20) para criticar o fechamento de cinco secretarias municipais, consequência da reforma administrativa anunciada pelo prefeito Paulinho Freire na última semana. Para Júlia, a medida que desativou a Secretaria de Políticas para Mulheres (Semul), o Procon Municipal, a Ouvidoria Geral, a Secretaria de Relações Institucionais e Governança Solidária, e a Secretaria de Habitação, foi tomada de modo arbitrário, prejudicando o direito à cidadania dos natalenses.

“Por mais que a vontade de enxugar os gastos da administração municipal seja um motivo que justifique a inativação das secretarias, não podemos dizer que a decisão do prefeito foi acertada. O modo como essa decisão foi tomada, de forma isolada, sem um debate com o Legislativo e a população, não foi a correta e quem sofrerá com isso será o cidadão, que perderá o suporte de secretarias importantes”, disse a vereadora.

De acordo com a parlamentar, nem mesmo a economia resultante da inativação dos órgãos – cerca de R$ 400 mil – compensará a falta que a prestação de alguns serviços fará ao natalense. “Posso afirmar que a Secretaria de Habitação, a Secretaria da Mulher, o Procon Municipal e a Ouvidoria eram órgãos que não estavam inoperantes, pelo contrário, funcionavam bem e funcionavam como instrumento para que o povo exercesse sua cidadania".

Ao concluir seu pronunciamento, Júlia destacou que uma análise mais aprofundada do funcionamento das secretarias e de seu impacto na vida da população poderia ter levado a Prefeitura a formular uma solução melhor. “É possível que a Prefeitura possua outras inúmeras formas de economizar seus recursos, entretanto, apenas um estudo mais amplo pode responder como esta medida pode ser tomada sem penalizar a população”, disse.

Categorias

Arquivo